Ter um lugar para chamar de seu é um dos maiores sonhos financeiros das pessoas. Porém, o investimento necessário para realizá-lo é alto. Não é raro ouvirmos as histórias daqueles que passaram toda uma vida economizando para poder comprar uma casa própria. Mas será que sempre tem que ser assim? Comprar um imóvel na planta pode ser a solução para esse problema.

Normalmente, esse investimento representa uma economia de até 30% na aquisição de um imóvel. Além disso, dependendo de fatores, como a localização, a construção pode se valorizar — esse ganho pode chegar a até 50% —, tornando-se uma boa aplicação.

Mas alguns cuidados devem ser tomados antes de fechar negócio. Entre eles:

1. Verifique o passado da construtora

A empresa já realizou obras desse porte? Teve algum problema com a justiça? Trocou de proprietário?

Essas são algumas perguntas básicas antes de comprar um imóvel na planta, afinal, o comprador está adquirindo uma promessa de produto. Portanto, ele deve ter plena certeza que a construtora já honrou seus compromissos antes.

2. Converse com moradores

Outra dica interessante é visitar imóveis que foram feitos pela empresa que lhe ofereceu a oportunidade de comprar um imóvel na planta. Verifique se existem problemas estruturais no prédio. Esse é um forte indicador de qualidade do negócio.

3. Não se deixe levar pelo impulso

Nem todas as pessoas precisam comprar um imóvel. Em alguns casos é mais vantajoso pagar aluguel. Verifique qual a motivação que o levou a pensar em comprar um imóvel na planta. Ter uma casa própria é o sonho de muita gente, mas isso não significa que seja o seu.

Lembre-se que uma propriedade é um investimento com baixa liquidez, por isso, você não poderá contar com o dinheiro investido a curto prazo.

4. Não tenha dúvidas sobre o financiamento

Não assine o contrato se você não concorda — ou não entendeu — com todos os aspectos do financiamento. Pergunte mais de uma vez, não tenha vergonha de sanar suas dúvidas.

Em alguns casos, após o atraso de algumas parcelas, o comprador perde todo o valor investido, além de não poder mais morar no imóvel.

Essa é uma característica comum de financiamentos imobiliários, o problema maior ocorre quando o comprador não tem conhecimento sobre ela.

5. Tenha cuidado com a documentação

Guarde todos os documentos, provas dos encontros, folders sobre o imóvel, afinal, tudo isso pode ser usado como prova em caso de desentendimentos entre as partes.

Em alguns casos é recomendado fazer cópias autenticadas e registros em cartórios. Imprima — e salve — e-mails, eles também são prova de contato entre o comprador e a construtora.

6. Avalie a maquete

A maquete é uma ferramenta muito importante na hora de comprar um imóvel na planta. Ela não tem finalidade decorativa. Sua função é exemplificar a promessa que a construtora está fazendo, com relação ao produto final que será entregue. Outra dica importante é verificar a possibilidade de visitar a obra.

Comprar um imóvel na planta requer alguns cuidados — como qualquer outro investimento —. Tendo atenção aos detalhes explicados pela construtora não há razão para não considerar essa modalidade na hora de realizar o sonho de comprar uma casa.

Você já fez esse investimento? Tem outras dicas? Então compartilhe com os outros leitores sua experiência. Comente!