Decidir qual será o seu novo endereço é um processo importante e que interfere diretamente na sua qualidade de vida. Diante disso, é natural ficar apreensivo e com medo de fazer uma má escolha. Nesses casos, analisar o perfil do cliente é uma estratégia fundamental para ajudá-lo na busca pelo imóvel ideal.

Mas como saber qual é o seu perfil e como ele influencia na sua decisão? Separamos alguns critérios que vão ajudar você a responder essas perguntas e encontrar o imóvel dos seus sonhos. Vamos lá?

Localização

A região em que o imóvel está é determinante para a satisfação dos moradores. Sendo assim, essa escolha deve ser feita com muita atenção e observando diversos fatores. Uma localização pode ser ideal para um perfil de cliente e não ser adequada ao estilo de vida de outro.

Para não errar, é importante pesquisar sobre as características dos bairros selecionados. Segurança, oferta de produtos/serviços, perfil da vizinhança e opções de lazer são itens que precisam ser analisados.

Além disso, é interessante observar se a região combina com o seu estilo de vida e se tem facilidades que podem tornar a sua rotina menos estressante. Se morar perto do trabalho for uma prioridade para você, fica muito mais fácil identificar quais bairros podem atender essa necessidade.

Metragem do imóvel

Como definir o tamanho ideal do imóvel que será alugado? É necessário analisar vários aspectos para responder essa questão. Para uma pessoa solteira e que não pretende aumentar a família nos próximos anos, um apartamento pequeno já garante praticidade e economia.

Entretanto, para famílias numerosas ou que têm animais de estimação, a metragem do imóvel precisa ser maior para abrigar todos confortavelmente. Por conta disso, as imobiliárias também analisam o perfil do cliente para sugerir imóveis com o tamanho adequado.

Valor do aluguel

Ninguém quer correr o risco de não conseguir pagar o aluguel em dia, não é mesmo? Por isso, é essencial que esse valor mensal seja compatível com o orçamento doméstico. Também vale destacar que existem outros custos além do aluguel, como a taxa de condomínio e o IPTU. O ideal é que as despesas com moradia não comprometam mais que 30% da sua renda.

Conservação da propriedade

Outro fator que precisa ser analisado é o estado de conservação do imóvel que será locado. Afinal de contas, além de comprometer o conforto dos moradores, um problema estrutural, por exemplo, prejudica a segurança da propriedade. Por isso, realizar a vistoria no imóvelantes de assinar o contrato de locação é muito importante.

Algumas pessoas preferem morar em instalações recém-construídas e modernas, enquanto outras não se importam em habitar imóveis mais antigos, desde que eles estejam bem conservados.

Alugar apartamento novo ou antigo apresenta vantagens e desvantagens. Imóveis construídos há mais tempo, por exemplo, costumam ser maiores e mais silenciosos. Já imóveis novos geralmente oferecem área de lazer e plantas inteligentes.

O perfil do cliente influencia diretamente na escolha do imóvel ideal — que deve atender as necessidades dos moradores, ser confortável e funcional. Considerar isso evita perda de tempo e dinheiro em visitas improdutivas. É fundamental buscar uma imobiliária que ajude na análise das opções e que consiga apresentar imóveis realmente relevantes para você.

Gostou deste conteúdo? Tem alguma dúvida ou dica sobre como escolher o imóvel perfeito para locação? Fale com a gente nos comentários!