Uma reportagem do jornal Gazeta do Povo mostra que a crise econômica fez com que os jovens adultos optassem por sair cada vez mais tarde da casa dos pais. No entanto, dividir apartamento com outra pessoa pode ser a solução para conquistar independência, sem perder o controle das finanças.

Além da questão econômica, dividir a moradia pode ser uma alternativa interessante para aqueles que não gostam da solidão. Todavia, é importante frisar que essa escolha não tem apenas pontos positivos.

Se você quer entender os prós e os contras de dividir apartamento, leia este artigo até o final!

Morar sozinha: vantagens

A principal vantagem de viver só é a privacidade. Nessa condição, a moradora terá autonomia para andar pela própria casa da maneira como achar conveniente, além de poder receber amigos e familiares sem importunar sua companheira de apartamento.

Outro ponto positivo é a liberdade na escolha da decoração do imóvel. Você poderá mudar tudo o que quiser sem se preocupar em desagradar outra pessoa, dando personalidade ao seu apartamento.

Desvantagens

É importante que a moradora se conheça a ponto de saber se lida bem com a solidão, com o fato de chegar em casa e não ter uma pessoa para conversar sobre o seu dia.

Outra desvantagem é ficar completamente responsável pelo funcionamento da casa. Pagar contas, ir ao supermercado, fazer a limpeza, cozinhar etc. Todas essas tarefas (que poderiam ser divididas) serão feitas por uma única pessoa e isso, com o passar do tempo, pode ser cansativo.

Dividir apartamento: vantagens

A principal vantagem é financeira. Imediatamente os custos caem pela metade — e até mais, caso o imóvel seja compartilhado com mais de duas pessoas. Isso faz com que as contas, antes gigantescas, sejam pagas com facilidade.

Outro proveito dessa escolha é a qualidade do imóvel que poderá ser alugado. Compartilhando despesas é possível optar por apartamentos bem localizados e mais espaçosos, por exemplo.

 

Desvantagens

A convivência pode não ser tão harmônica, gerando desentendimentos. Esse é o principal medo de quem quer dividir apartamento: brigar com seu (a) colega. Para evitar esse problema, selecione cautelosamente quem viverá com você.

Atualmente, existem grupos nas redes sociais de pessoas que querem dividir moradia. Esclareça quais são os hábitos e comportamentos que você não tolera e as responsabilidades que serão dadas ao futuro morador (ajudar na limpeza, pagar metade das contas etc.)

Convidar pessoas com quem você já conviveu e com quem já se acostumou, como colegas de faculdade, por exemplo, pode ser uma forma de diminuir atritos. Contudo, lembre-se que as pessoas são diferentes e que nem sempre estarão em um bom dia, portanto, pequenos conflitos podem ocorrer. O importante é estar disposta a resolvê-los.

Como vimos neste artigo, dividir apartamento é uma forma de conquistar a independência de morar sozinha sem que isso prejudique seu orçamento financeiro.

Se você está em dúvidas entre alugar ou financiar um apartamento, não deixe de ler um artigo especial e que preparamos sobre o tema. Saiba que as duas opções são interessantes, mas cada uma delas é indicada para um momento diferente da vida.